Renovar uma joia antiga significa fortalecer sua identidade sem perder seu valor sentimental

As joias representam muito mais do que apenas um objeto. A história que ela carrega é o que tem de mais valor. O novo conceito é: tirá-las do guarda-roupas, renovar e usar.

A palavra de ordem é “reciclar”! A joia é uma peça atemporal; pode-se passar dezenas ou até centenas de anos, que este adereço nunca perde o seu valor. De 2020 pra cá, muitas pessoas recorreram à nova tendência da “reciclagem” de suas joias. Não só pela questão financeira mas, principalmente, pelo apego sentimental e o valor inestimável que uma joia tem. 

Muitos acreditam que a pandemia retomou os valores familiares, trazendo o desejo de fazer adaptações ou até mesmo reformar aquela peça antiga; mantendo a sua essência original, sem perder o enorme valor afetivo que ela carrega. Pois as joias representam muito mais do que apenas um objeto.

Uma joia da família é algo extremamente valioso, não pelo preço, mas pelo valor sentimental. Passar de geração em geração é algo que as pessoas estimam e preservam essa tradição. E, neste universo das joias, ter algo único e exclusivo é o que todos querem; saber que apenas você ou a sua família possui, no mundo todo, aquela peça.

A pandemia foi um período em que as pessoas ficaram mais reflexivas, um momento que renovou, naturalmente, os sentimentos de repensar valores e valorizar o que possuímos; despertando a saudade e nostalgia. As pessoas passaram um bom tempo dentro de casa e acabaram mexendo naquela gaveta que raramente abriam. E isso fortaleceu o desejo de tirar aquela joia guardada e começar a usá-la.

E foi pensando neste novo cenário de maior procura por este serviço, que o atelier Vânia Ladeira criou e lançou o serviço “Metamorfose”. Em resumo, a proposta é incentivar os clientes a produzirem novas joias, em peças que não estão sendo mais usadas.

O cliente leva aquele adereço que ele tanto estima, mas que, por conta do tempo, está desgastado e o recupera. Ou também, a pessoa pode optar por criar um modelo novo, dando um toque mais moderno e atual. O intuito é utilizar todo o material da peça, justamente para não se perder a identidade e o valor sentimental, criando uma nova roupagem, sem perder a essência. Pois, a história que a aquela joia carrega é o que ela tem de mais valor.

E pode se recuperar qualquer peça, joias de  tradição familiar, presentes de aniversário, noivado, casamento, lembrança de 15 anos ou anel de formatura. Muitas pessoas pensam que a joia é apenas enfeite ou luxo. Há quem julgue ser supérfluo, mas, a joia carrega consigo uma história inestimável, momentos memoráveis, recordações inesquecíveis e pessoas especiais.

O atelier Vânia Ladeira trabalha com joias personalizadas, sendo o principal procurado quando o assunto é criação exclusiva ou atualização de uma peça.

Compartilhe:

Mais Posts

Entre em contato